QuartoSala, empresa de Mobiliário e Decoração de Luxo, do Fracasso ao Sucesso, com Nova Loja

QuartoSala, empresa de Mobiliário e Decoração de Luxo, do Fracasso ao Sucesso, com Nova Loja

Desde meados de junho que as mais de 250 marcas que a empresa representa em Portugal têm uma nova montra. “A decoração está sempre associada a grandes momentos da vida das pessoas”, afirma Pedro D’Orey, que dedicou os últimos 22 anos a criar histórias dentro de quatro paredes. Como a do cliente que ofereceu um apartamento mobilado à mulher, “num gesto de amor”. Ela agradeceu, mas quando viu a decoração escolhida, optou por mudar tudo.
“Fizemos duas casas em três meses” conta o fundador da QuartoSala. A marca que faz curadoria de mobiliário de luxo arrancou em 1995 a alta velocidade. “Tínhamos um modelo inspirado com o que se fazia nos Estados Unidos, com uma frota de cinco carrinhas com mostruários, que continham tudo o que as pessoas precisavam para uma casa”. O conceito era novo em Portugal: decoração ao domicílio. Uma equipa de decoradores e arquitetos dava conta do serviço. “As pessoas ligavam para um 808 e pediam coisas como estofar sofás ou mudar uns cortinados”. Apesar da notoriedade que alcançaram, o conceito não vingou. “Era muito fora da caixa. Ao fim de cinco ou seis anos sem ganhar dinheiro, desistimos. O cliente não estava disposto a pagar aquele extra pelo serviço que prestávamos”, lembra o fundador da QuartoSala.
Em 2012, a marca ganha outra vida. “Passámos a fazer decoração global. É aí que começa a historia da QuartoSala como é hoje”, destaca Pedro D’Orey. Em 2006 a marca abre a primeira loja, após perceber que “para vender um certo tipo de equipamento é preciso mostrá-lo”. O público-alvo pertence a um segmento “menos médio”, segundo o responsável. “Essa clientela não compra por catálogo. As coisas mais especiais têm de ser vistas. Foi aqui que introduzimos um conceito de curadoria de produto”, explica Pedro D’Orey.
O objetivo é, desde o início, personalizar. “Lojas de design há muitas, não é difícil montá-las, mas é preciso destacar a diferença dentro de cada marca. As pessoas não querem ter casas que pareçam uma vitrina, é preciso um filtro”, salienta.
Até agora, os móveis de luxo da QuartoSala estavam apenas disponíveis num showroom em Paço de Arcos. Mas desde meados de junho que as mais de 250 marcas que a empresa representa em Portugal têm uma nova montra, bem no centro de Lisboa. A exótica casa Pau Brasil, um palacete no Príncipe Real, será a morada dos móveis escolhidos pela equipa de Pedro D’Orey durante seis meses. Após este período, manter-se-á apenas a ala dedicada aos designers brasileiros, que inclui nomes como Sérgio Rodrigues, Paulo Mendes da Rocha ou os Irmãos Campana. “Pensámos que precisávamos de outro ponto de captação de novos mercados, sem desvirtuar a ideia original.
Está a ser uma experiência importante, nunca mais seremos os mesmos depois disto. É uma aprendizagem”, observa o fundador da QuartoSala, deixando no ar a hipótese de alargar o conceito a outras cidades. A empresa deverá faturar entre quatro a cinco milhões de euros em 2017, com os clientes estrangeiros no topo das nacionalidades que procuram a curadoria da Quarto Sala. Brasileiros e franceses são os responsáveis pelo crescimento da empresa, que no primeiro semestre chegou aos 80%.

Related posts

Bar LED RGB em PVC Resistente

Bar LED RGB em PVC Resistente

Bar feito de plástico resistente (PA) com baterias recarregáveis. Iluminado com LEDs coloridos (RGB) e controlo remoto. Inclui bateria recarregável para operar de forma autônoma. -à Prova d'água; -muda de cores; Controlo remoto incluído; -Baterias incluídas; -battery: Recarregável 4 a 6...

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz